Especial: Valéria Fernandes

Escrito por Mhario Lincoln. Publicado em Redes Sociais em: 17/04/2014

Convidada especial: Valéria Fernandes

 

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

"A política brasileira"

"Enquanto há pessoas que se vendem, há quem compra
num contexto geral da política. Precisamos ser mais vigilantes, cobrar mais, os nossos direitos."

As fúrias de milhões de brasileiros, que se tornaram mais poderosos, com a revolução tecnológica
manifestando, ao contrário do que se pode aceitar, de uma política corrupta, ineficaz e mal   
planejada em todos aspectos. As manifestações, começaram bem, foram um salto  de  
qualidade.
Embora os vândalos invadissem os protestos de formas truculentas, querendo coibir e tirar
o foco dos cidadãos de bem, as redes sociais, foram de uma força rápida e contínua no aspecto geral
dando espaço e possibilitando a sociedade civil dar o seu grito de "Basta". Chega de corruptos.
Acredito que hoje os brasileiros estão mais participativos e melhores informados no contexto geral,
da política nacional usando as redes, colaboraram no aspecto de liberdade de expressão. Nossa
legislação precisa ser repensada de acordo com nossas realidades. Observa uma legislação apta
para corporativamente se "vender Impunidade".
Enquanto há pessoas que se vendem, há quem compra
num contexto geral da política. Precisamos ser mais vigilantes, cobrar mais, os nossos direitos. Precisamos
cobrar os nossos políticos que invistam o dinheiro público  em prioridades, como, por exemplo, políticas
públicas, saúde, segurança e muito mais na educação.
Precisamos verificar o currículo dos candidatos, quais
seus projetos, se foram ou não à favor do povo, quantas sessões esteve presente, quais foram as pautas, etc.
De vez em quando os cidadãos poderiam ir às Assembleias e Câmaras das suas cidades averiguarem a postura de cada candidato.
Em fim, aqui, apenas fiz um resumo do que precisa mudar, a visão do eleitor.
Espero que em 2014 renove alguma coisa no lado positivo da política brasileira. O povo já deu um salto positivo que foi "acordar" e não aceitar ser mais roubado por nossos políticos.
Eu teria o tempo inteiro pra falar. Mas me resumo nesse pequeno texto.
Valéria Fernandes
Goiânia-GO.

10 hábitos que fazem mal a você

Escrito por Mhario Lincoln. Publicado em Redes Sociais em: 07/03/2014

Do site:


Algumas coisas são tão comuns em nosso dia a dia que nunca paramos para pensar se elas realmente deveriam estar ali. Aposto que pelo menos 9 dos 10 hábitos da lista se encaixam nesse quadro. (O arroz faz mal? A as chinelas rasteirinhas, também? Tomar muito banho?)

Então leia:

 

(Fotos originais do texto)


10. Acordar com despertador


Tudo bem. Esse todo mundo sempre desconfiou. Afinal, uma coisa que faz você perder o final de um sonho épico não pode fazer bem a ninguém mesmo. Mas o fato é que existem evidências científicas de que tanto colocar o despertador para acordar durante a semana quanto compensar o sono perdido durante o fim de semana podem ser hábitos terríveis para você. Essa discrepância entre a quantidade de sono faz com que o metabolismo trabalhe mais devagar do que deveria e, consequentemente, aumenta o risco de obesidade. E não para por aí!


Um estudo feito no Japão mostrou que o simples fato de acordar abruptamente, no susto, com o barulho do despertador, faz mal para o coração. A equipe que trabalhou nesse estudo reportou que esse susto matinal aumenta a pressão sanguínea e coloca o seu corpo em situação de alerta, o que não faz bem.
Mas e se eu preciso acordar cedo e não consigo ir dormir mais cedo?
Acontece com todo mundo. Seja por ansiedade, falta de sono, ou muitas coisas para fazer, às vezes apenas não é possível fazer com que o corpo pratique oito horas de sono por noite. Nesse caso, os pesquisadores japoneses aconselham: a melhor forma de acordar é usando métodos que façam você despertar gradualmente.

 

Uma aula sobre Compra de Ações

Escrito por Mhario Lincoln. Publicado em Redes Sociais em: 28/02/2014

  1. Recuperado do twitter  
     
     
     
     
    1.  

      1) Quando compramos ou vendemos ações não devemos nos preocupar com as corretagens. Isso deve ser negociado antes das operações...

      2) Comprar na baixa e vender na alta, é uma regra das mais simples e funciona quando a Cia é liquida e apresenta sempre lucros...

      3)Deixar de acreditar que quando montamos uma carteira estamos 100% certos ao ponto de imaginarmos resultados superiores que os do IBOVESPA

      4) As pessoas não podem correr o risco de ter reações emocionais de amizade com os seus trades: corretores, operadores, analistas (segue)

      5) Quem cria amizade c/trades, deixa de observar o racional e passa a ser simples jogador. Os trades ganham corretagens nas compras e vendas

      6) Temos q pensar no futuro da ação escolhida e ñ no passado histórico q nunca se repete, pois as situações são outras, em todos os sentidos

      7) Aquela empresa que para no tempo e atua sempre igual não terá crescimento e nem bons proventos...

      8) Vender tudo é correto, qdo seguimos o mercado, mas temos esquecer a carteira anterior e pensar na atual, s/ futuro e reais possibilidades

      9) Nota-se claramente q corretoras, operadores e analistas erram sempre, como qualquer investidor. Difícil é saber se é de propósito ou não.

      10) P/encerrar fique esperto quando corretora ou operador oferece novos métodos de negociações, q induzem a compras e vendas s/ base firme

       

    Foto google imagens
     

    : Assessoria financeira de investimentos em ações e tributação atinente. Atende apenas no Brasil. É independente. (Araraquara - SP - BR).